Casca de arroz e palhada de soja na compostagem de carcaças de frangos de corte - doi: 10.4025/actascianimsci.v33i1.10824

Paulo Giovanni de Abreu, Doralice Pedroso de Paiva, Valeria Maria Nascimento Abreu, Arlei Coldebella, Taiana Cestonaro

Resumo


Avaliou-se a atuação da casca de arroz e da palhada de soja como substrato para compostagem de carcaça de frangos de corte, observando a degradação dos dois substratos e das carcaças pelo monitoramento da temperatura, peso das carcaças e dos substratos e análise físico-química do produto final. As câmaras foram montadas com carcaças de 10 aves recém abatidas, com quatro repetições no tempo. Instalou-se em cada câmara um termopar para registro da temperatura. O substrato e as carcaças foram pesadas separadamente, no início, aos 15 e aos 30 dias de compostagem. Ao final de cada período, foram realizadas análises físico-química de amostras de cada câmara, avaliando-se o pH e os teores de matéria seca, cinzas, P, N, K, Cu, Zn, Mn, Fe e carbono orgânico. Concluiu-se que a palhada de soja pode ser usada como alternativa para substrato de compostagem de carcaças de aves, atendendo à relação C/N exigida pela legislação ao final da terceira reutilização. A casca de arroz, da mesma forma, pode ser utilizada na compostagem de carcaças de aves, porém reutilizada por maior número de vezes. A decomposição das carcaças foi significativamente maior, em percentual, na palhada de soja ao final do quarto período de compostagem (p ≤ 0,05).

Palavras-chave


composição físico-química; decomposição; pilhas de compostagem

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v33i1.10824





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY