Suplementação de lisina e metionina em dietas com baixo nível protéico para o crescimento inicial do pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg)

Adriana Patrícia Muñoz-Ramírez, Dalton José Carneiro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos da suplementação de metionina ou lisina em dietas com baixo teor protéico para o crescimento do pacu Piaractus mesopotamicus (Holmberg) (Characiformes, Characidae). Foram formuladas uma dieta basal com 22% de proteína bruta (PB), 4100kcal de energia bruta (EB)/kg, 0,42% de metionina e 1,16% de lisina e outras 6 dietas, com a mesma formulação básica, suplementadas com 0,2, 0,4 ou 0,6% de metionina ou lisina. Uma 8ª dieta (controle) continha 26% PB, 4100kcal EB/kg, 0,48% metionina e 1,43% de lisina. As dietas foram administradas à vontade a 144 alevinos com 14,98 ± 1,16g de peso médio inicial. As médias de ganho em peso, eficiência de retenção de energia bruta e dos consumos alimentares da dieta controle mostraram-se maiores (P < 0,05) que as das dietas de menor teor protéico. As médias de eficiência de retenção de proteína bruta só foram maiores (P < 0,01) nas dietas suplementadas com lisina, mostrando as vantagens da suplementação com lisina em dietas com baixo teor de proteína bruta. Foi confirmado um maior desenvolvimento do pacu com dietas com 26% de PB.

Palavras-chave


dieta; proteína; lisina; metionina; Piaractus mesopotamicus

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v24i0.2343





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY