Densidade de estocagem no desempenho de larvas de tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus L.), durante a reversão sexual

Luís Eduardo Ferrari Sanches, Carmino Hayashi

Resumo


Para estudar os efeitos da densidade de estocagem no desempenho de larvas de tilápia-do-Nilo, Oreochromis niloticus, durante a fase de reversão sexual em águas verdes, foram estocadas 1.500 larvas com peso médio de 12,41mg e comprimento total médio de 9,38mm em tanques-rede de 12,5 litros, nas densidades de 2, 4, 6, 8 e 10 larvas/litro, em delineamento totalmente aleatório com 4 repetições. Essas foram tratadas com ração comercial fina com 43% de PB, contendo 60mg de metiltestosterona/kg, 6 vezes por dia, durante 28 dias. O aumento da densidade resultou em menor peso e comprimento médios finais, definidos por modelos de regressão. O efeito da densidade sobre a diminuição do crescimento se evidenciou a partir da terceira semana de criação. A biomassa total e a conversão alimentar mostraram-se incrementadas com o aumento da densidade. A sobrevivência, o fator de condição e o coeficiente de variação foram independentes da densidade. Conclui-se que 2 larvas/litro devem ser usadas, quando se objetiva produção de alevinos maiores; mas densidades maiores podem ser utilizadas, obtendo-se alevinos menores, porém incrementando a biomassa total.

Palavras-chave


densidade de estocagem; larvas; Oreochromis niloticus; reversão sexual; tanques rede; tilápia

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v21i0.4299





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY