Performance e retenção de metais pesados em três linhagens de juvenis de tilápia-do-Nilo em hapas - DOI: 10.4025/actascianimsci.v30i3.455

Nilton Garcia Marengoni, Maikel Possamai, Affonso Celso Gonçalves Júnior, Ana Alix Mendes de Almeida Oliveira

Resumo


O trabalho objetivou avaliar o desempenho produtivo de três linhagens de tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus), GIFT, Bouaké e Chitralada, durante a produção de juvenis no período de fevereiro a maio de 2007. Os alevinos sexualmente revertidos foram alojados em 12 hapas com 9 m3, instaladas em um tanque escavado com 0,7 ha de lâmina de água. Ao final de 93 dias de cultivo, verificou-se que houve diferença significativa para a sobrevivência entre as três linhagens (p < 0,05), em que a GIFT (96,80%) superou a Chitralada (90,85%) e Bouaké (77,74%). O peso médio final (40,49, 34,53 e 32,42 g), ganho de peso diário (0,43, 0,37 e 0,34 g dia-1), conversão alimentar (1,80, 1,81 e 1,81) e biomassa final (19.594,79, 19.528,85 e 16.488,99 g) não apresentaram diferenças significativas entre a GIFT, Bouaké e Chitralada, respectivamente. A média dos peixes com peso acima de 25 g superou 80% dos lotes, garantindo uniformidade e padronização dos juvenis. Nos peixes, os metais tóxicos cádmio e chumbo ficaram acima do limite tolerável, porém o metal cromo não foi detectado. A linhagem GIFT apresenta a melhor performance apenas em relação à sobrevivência, neste sistema de cultivo, porém com maior acúmulo de metais pesados em comparação às outras duas linhagens.

Palavras-chave


desempenho; Oreochromis sp.; GIFT; Chitralada; Bouaké; tilapicultura.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v30i3.455





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY