Consumo de forragem e desempenho de vacas Holandesas sob pastejo em gramíneas tropicais - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i3.549

Adriano Rudi Maixner, Fernando Luiz Ferreira de Quadros, Gilberto Vilmar Kozloski, Daniel Portella Montardo, Guilherme Ebling Rossi, Niumar Dutra Aurélio

Resumo


Foi avaliada a estrutura das pastagens de Capim Elefante Anão (Pennisetum purpureum Schum. cv. Mott) (CEA) e Tifton 85 (Cynodon dactylon x Cynodon nlemfuensis) (T85) e sua relação com o consumo de forragem e desempenho de vacas em lactação. O experimento foi conduzido no ano agrícola de 2004/05, em área da Escola Estadual Técnica Celeste Gobbato, em Palmeira das Missões, Estado do Rio Grande do Sul. Foram utilizadas 12 vacas-teste da raça Holandesa, alimentadas exclusivamente com as pastagens, em pastejo contínuo, distribuídas em dois piquetes por tratamento. As densidades de forragem foram mais altas no T85 que no CEA, em função da maior produção de forragem. Os estratos do dossel forrageiro mais acessíveis ao consumo pelos animais (acima de 20 e 10 cm de altura para CEA e T85, respectivamente) apresentaram estruturas distintas, mas o consumo de forragem e a produção de leite foram semelhantes entre os tratamentos. A composição química destas camadas foi similar à das respectivas simulações de pastejo em ambas forrageiras, indicando a determinação da composição química nos estratos mais acessíveis ao pastejo como ferramenta útil nas inferências sobre a qualidade da forragem potencialmente consumível. Pastagens tropicais podem proporcionar produções de leite acima de 17 kg vaca-1 dia-1, mesmo sem uso de suplementação.

Palavras-chave


consumo de forragem; Cynodon dactylon; estrutura da pastagem; Pennisetum purpureum; produção de leite

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v29i3.549





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY