Desempenho e digestibilidade de nutrientes em frangos de corte alternativos alimentados com silagem de grãos úmidos de sorgo - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i3.557

Jane Cristina Gonçalves, José Roberto Sartori, Valquíria Cação da Cruz, Daniela Felipe Pinheiro, Vanessa Cristina Pelícia, Ciniro Costa

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar os níveis de inclusão de silagem de grãos úmidos de sorgo (SGUS), em substituição ao milho seco da ração sobre desempenho, rendimento de carcaça, cortes e gordura abdominal, além de avaliação econômica da criação alternativa, no período de 1 a 49 dias de idade. Também foi avaliada a digestibilidade das rações aos 21 dias de idade. Para as análises de desempenho e rendimento de carcaça, foram distribuídos, em galpão, 600 pintos machos (Cobb), um dia de idade, em delineamento em blocos casualizados, com seis tratamentos (0, 10, 20, 30, 40 e 50% de inclusão SGUS, em substituição ao milho seco da ração), e quatro repetições de 25 aves cada. Para digestibilidade, foram alojados em câmara termoneutra, 72 pintos (Cobb), em 24 gaiolas, sendo três aves/gaiola, 12 aves/tratamento. Os tratamentos experimentais foram os mesmos adotados para o galpão. A SGUS pode substituir em até 50% o milho seco das rações de frangos alternativos, criados até 49 dias de idade, sem alterar desempenho, rendimento de carcaça, cortes e gordura abdominal, bem como a digestibilidade de nutrientes aos 21 dias de idade. Entretanto, o maior retorno econômico e melhor fator de produção foram obtidos com 10% de substituição.

Palavras-chave


ácidos orgânicos; alimento alternativo; aves; conservação de alimentos; digestão

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v29i3.557





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY