Desempenho de coelhos desmamados em diferentes idades, alimentados com diferentes níveis de amido, oriundos de matrizes submetidas a diferentes níveis de energia - DOI: 10.4025/actascianimsci.v31i4.6622

Waldirene Rossi da Silva, Cláudio Scapinello, Antonio Claudio Furlan, Ivan Moreira, Alice Eiko Murakami, Bruno Giovany de Maria

Resumo


Foram avaliadas 240 ninhadas de coelhos, da desmama ao abate, em três ordens de parto (OP), oriundas de matrizes submetidas a diferentes níveis de energia na dieta e idade de desmama dos láparos. Os tratamentos, em esquema fatorial 2 x 2 x 2 x 3 (2.600 e 2.800 kcal ED kg-1 até desmama versus desmama aos 28 e 35 dias versus dietas com alto ou baixo nível de amido (21 ou 16%) da desmama ao abate versus três ordens de parto), com dez repetições (ninhada). O nível de 2.600 kcal kg-1 de ração até a desmama elevou o ganho de peso, melhorou a conversão alimentar e reduziu o custo da ração no período da desmama aos 50 dias. A desmama aos 28 dias reduziu o consumo médio diário de ração da desmama ao abate. O nível mais elevado de amido nas dietas pós-desmama reduziu o consumo médio até 50 dias de idade e reduziu os custos. A sequência da ordem de parto elevou o peso vivo à desmama, aos 50 e aos 70 dias, o ganho de peso diário, o consumo de ração e o peso das vísceras comestíveis. Os dados sugerem o uso de ração com 2.600 kcal ED kg-1 até o desmame, desmame aos 28 dias e 21% de amido na ração dos coelhos da desmama ao abate.

Palavras-chave


consumo de ração; conversão alimentar; custo de produção; ganho de peso; avaliação quantitativa de carcaça

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v31i4.6622





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY