Desempenho produtivo de tilápia do Nilo alimentada com níveis de colina na dieta - doi: 10.4025/actascianimsci.v32i2.8862

Ademir Calvo Fernandes Junior, Margarida Maria Barros, Luiz Edivaldo Pezzato, Igo Gomes Guimarães, Vivian Gomes Santos, Carlos Roberto Padovani

Resumo


Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o desempenho produtivo da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) alimentada com níveis de colina na dieta pelo período de 109 dias. Foram utilizados 192 alevinos com 4,0 ± 0,15 g de peso médio, distribuídos em 32 tanques-rede de 200 L, na densidade de seis peixes por tanque-rede, dispostos em aquários de 1.000 L. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com oito tratamentos e quatro repetições. As rações foram suplementadas com 0, 100, 200, 400, 600, 800, 1.000 e 1.200 mg de colina kg-1 de ração. Não foram observadas diferenças para ganho de peso, taxa de sobrevivência, conversão alimentar aparente, porcentagem de extrato etéreo do filé e do fígado, índice hepatossomático e concentração de lipídeos no plasma. Concluiu-se que os diferentes níveis de colina não melhoraram o desempenho produtivo dos peixes nestas condições, pois a dieta basal supostamente supriu a exigência do peixe para colina.

Palavras-chave


cloreto de colina; nutrição de peixes; Oreochromis niloticus; vitamina

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v32i2.8862





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY