Hábito de pastejo de novilhas em pastagens do gênero Brachiaria - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.992

Anderson de Moura Zanine, Edson Mauro Santos, Henrique Nunes Parente, Daniele de Jesus Ferreira, Juliana Silva de Oliveira, Rogério de Paula Lana

Resumo


Objetivou-se avaliar o comportamento de novilhas pastejando Brachiarias, em sistema de lotação contínua. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com duas espécies de gramíneas representando os tratamentos, cada um com cinco repetições. Foram utilizadas novilhas leiteiras, com peso vivo médio de 315 kg. O período experimental foi de 30 dias, sendo 20 para adaptação dos animais e 10 para avaliações, que consistiram de três, com duração de 24 horas cada, em intervalos de cinco dias. As novilhas pastejaram menos tempo no pasto de Brachiaria brizantha, com tempo de 10,56 horas, enquanto que o pastejo na Brachiaria decumbens foi de 11,51 horas. A quantidade de bocados por minuto foi menor para a Brachiaria decumbens, 31,27 horas, enquanto para a Brachiaria brizantha, as novilhas pastejaram com uma taxa de bocados de 37,72 bocados por minuto. As novilhas apresentam comportamento diferenciado nas gramíneas estudadas, elevando o tempo de pastejo na Brachiaria decumbens como forma de compensar um comportamento de pastejo mais seletivo.

Palavras-chave


bocados; etologia; ingestão; ócio; taxa de bocados

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v29i4.992





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY