Caracterização do desenvolvimento inicial de Leporinus friderici (Osteichthyes, Anostomidae) da bacia do rio Paraná, Brasil

Paulo Vanderlei Sanches, Gilmar Baumgartner, Andréa Bialetzki, Mirian Rodrigues Suiberto, Fernando Duran Canedo Gomes, Keshiyu Nakatani, Norma Dulce de Campos Barbosa

Resumo


O objetivo desse trabalho é caracterizar o desenvolvimento inicial de Leporinus friderici. Os ovos e larvas analisados foram obtidos através de desovas induzidas realizadas junto à estação de Piscicultura de Volta Grande (CEMIG), entre os meses de fevereiro e março de 1995. Os juvenis são provenientes de amostras coletadas na bacia do alto rio Paraná. Foram analisados 30 ovos, 114 larvas e 21 juvenis. Os ovos são esféricos, transparentes e não adesivos, com diâmetro médio de 2,53 mm, espaço perivitelino de 0,74 mm e diâmetro médio do vitelo de 0,94 mm. As larvas eclodem 13h20min. após a fertilização (27,6 ºC). Apresentam dois cromatóforos na região frontal, intestino alcançando a porção distal do corpo, uma linha de cromatóforos dendríticos ao longo da região ventral e número de miômeros totais variando de 35 a 37

Palavras-chave


Leporinus friderici; desenvolvimento inicial; peixe

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v23i0.2693





ISSN 1679-9283 (impresso) e ISSN 1807-863X (on-line) e-mail: actabiol@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY