Processos de eliminação de contaminantes microbianos durante o isolamento e a manutenção de linhagens fúngicas de referência

Edson Luiz Zangrando Figueira, Eduardo Vicente, Yuko Yoshimoto, Elizabeth Yurie Satake Ono, Elisa Yoko Hirooka

Resumo


Linhagens fúngicas destinadas a pesquisa científica são provenientes de material orgânico, onde ocorre intensa interação entre os mais variados grupos taxonômicos de microrganismos. O desenvolvimento de uma metodologia capaz de remover totalmente esses contaminantes indesejáveis é fundamental para garantir a característica original da linhagem em estudo. Empregando-se isolados de Fusarium spp., obtidos de milho e rações animais, analisou-se a interferência de bactérias resistentes a antibióticos e leveduras na manutenção de linhagens fúngicas. O ensaio demonstrou contaminação freqüente de microrganismos resistentes a tetraciclina, estreptomicina e cloranfenicol na microbiota natural de milho e de rações animais. O melhor controle dos interferentes foi obtido com tetraciclina, segundo avaliação por replica-plate e crescimento em meio líquido. Na análise de 168 linhagens de Fusarium spp. mantidos por seis meses a 4ºC, 36 cepas apresentaram contaminantes. A técnica de esgotamento em BDA mais antibiótico repurificou 21 cepas. As 15 cepas restantes só foram repurificadas pela técnica de diluição/plaqueamento, desenvolvida neste trabalho e recomendada para ser utilizada como último recurso na recuperação de linhagens de referências contaminadas

Palavras-chave


Fusarium moniliforme; isolamento; manutenção de linhagens fúngicas

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v22i0.2831





ISSN 1679-9283 (impresso) e ISSN 1807-863X (on-line) e-mail: actabiol@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY