Parâmetros de crescimento e metabólicos da tilápia vermelha criada em tanques-rede flutuantes em açude de pequeno porte

Paulo César Falanghe Carneiro, Elisabeth Criscuolo Urbinati, Damares Perecim Roviero

Resumo


O objetivo deste estudo foi gerar informação sobre parâmetros de crescimento e metabólicos da tilápia vermelha criada em tanques-rede num açude de pequeno porte. Foram instalados 12 tanques-rede flutuantes (5m3), em um açude de 1 ha, estocados com 25, 50, 75 e 100 tilápias vermelhas revertidas por m3, e alimentadas com duas rações extrusadas comerciais (32 e 28% PB), durante 213 dias. Não foram observadas diferenças significativas (P > 0,05) entre as diferentes densidades de estocagem ao final do período experimental com relação aos parâmetros de crescimento: peso corporal, comprimento total, fator de condição, conversão alimentar aparente, taxa de sobrevivência, ganho de peso médio diário e taxa de crescimento específico. Também não foram observadas diferenças significativas (P > 0,05) no glicogênio hepático, índice hepato-somático e lipídio hepático entre as densidades testadas. Contudo, a glicemia apresentou uma pequena diminuição entre o início do experimento e o 64o dia, retornando ao nível inicial a partir do 118o dia. O nível de glicogênio hepático foi mais elevado (P < 0,05) no 64o dia, e o lipídio hepático apresentou maior valor no final do período experimental (P < 0,001). Os valores mais elevados do fator de condição foram observados nos dias 28, 64 e 213. Com relação à qualidade da água, o oxigênio dissolvido e a transparência diminuíram ao longo do período experimental. Os baixos índices de crescimento e conversão alimentar aparente, além das alterações metabólicas registrados neste experimento, podem ter sido causados por estímulos ambientais, principalmente a baixa qualidade da água, independentemente das diferentes densidades de estocagem testadas neste estudo

Palavras-chave


crescimento; estresse; metabolismo; tanque-rede; tilápia

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v22i0.2962





ISSN 1679-9283 (impresso) e ISSN 1807-863X (on-line) e-mail: actabiol@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY