Metacercárias de Neascus sp. em Geophagus brasiliensis (Perciformes: Cichlidae) do rio do Peixe, Juiz de Fora, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v30i3.493

Adriano Reder Carvalho, Luiz Eduardo Roland Tavares, José Luis Luque

Resumo


A metacercária de Neascus sp., causadora da doença dos pontos pretos, é descrita em espécimes de Geophagus brasiliensis coletados no Brasil. Entre março e maio de 2006, foram capturados 33 espécimes de G. brasiliensis, coletados com o auxílio de vara e anzol no Rio do Peixe, Monte Verde, município de Juiz de Fora, Estado de Minas Gerias. Dos 33 espécimes examinados, 30 (90,9%) apresentaram-se parasitados por metacercárias causadoras dos pontos pretos, com intensidade média de infecção de 15,6 ± 16,1 (1 – 75). Foi observada correlação significativa entre o comprimento total de G. brasiliensis e a abundância parasitária (r = 0,459; P < 0,01). As principais características morfológicas desta metacercária foram: primórdio genital representado por três massas celulares, localizadas posteriormente na parte posterior do corpo e vaso mediano dorsal da bexiga de reserva se estendendo entorno do acetábulo.

Palavras-chave


Neascus; doença dos pontos pretos; Geophagus brasiliensis; Brasil.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v30i3.493





ISSN 1679-9283 (impresso) e ISSN 1807-863X (on-line) e-mail: actabiol@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY