Avaliação dos níveis de metais pesados em efluente líquido percolado do aterro sanitário de Paranavaí, Estado do Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v31i1.1154

Lucila Akiko Nagashima, Carlos Barros Júnior, Cynthia Algayer da Silva, Amanda Shizuka Fujimura

Resumo


O percolado pode conter diversas substâncias químicas com características tóxicas, dentre elas os metais pesados oriundos de vários materiais provenientes de indústrias, atividades agrícolas, laboratórios, hospitais, residências. A contaminação por metais apresenta amplo espectro de toxicidade que inclui efeitos neurotóxicos, hepatóxicos, nefrotóxicos, teratogênicos, carcinogênicos ou mutagênicos. O objetivo deste trabalho foi a avaliação dos níveis de Cd, Cr, Cu, Mn, Ni, Pb e Zn do percolado gerado no aterro sanitário de Paranavaí - PR. As amostras foram coletadas a partir de setembro de 2006 a julho de 2007, em quatro pontos distintos nas lagoas de tratamento. Para detecção dos metais utilizou-se o espectrofotômetro de absorção atômica com chama. Os resultados foram comparados com os limites máximos de concentração de metais em efluentes líquidos estabelecidos pela Resolução 397/2008 - Conama (BRASIL, 2008). Verificou-se que os níveis dos metais analisados, com exceção do Pb, estão dentro dos limites permissíveis pela legislação ambiental.

Palavras-chave


metais pesados; percolado de aterro sanitário; saúde pública; meio ambiente

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v31i1.1154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY