Avaliação das Boas Práticas através de check-list aplicado em restaurantes self-service da região central de Maringá, Estado do Paraná - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v27i2.1415

Tânia Maria de Souza Genta, Angélica Aparecida Maurício, Graciette Matioli

Resumo


O número de pessoas que se alimenta fora de suas residências é cada vez maior, devido a vários fatores como crescimento das cidades, inserção da mulher no mercado de trabalho e tempo indisponível para o preparo das refeições. Para garantir a segurança dos alimentos oferecidos, é necessária a implantação das Boas Práticas, procedimentos padronizados que devem ser adotados com o objetivo de evitar as Doenças Transmitidas por Alimentos. O objetivo da presente pesquisa foi avaliar as condições de higiene no preparo de alimentos em restaurantes do tipo self-service da região central do município de Maringá. Foi aplicado um check-list (guia de verificação) baseado na legislação vigente no país, de forma a verificar o nível de Não-conformidades apresentadas pelos estabelecimentos. Os resultados mostraram uma variação de 10,8 a 60,9% de Não-conformidade. Conclui-se que a maioria dos restaurantes pesquisados possui condições de higiene insatisfatórias e não atendem a legislação vigente no país no que diz respeito às Boas Práticas para a produção de alimentos seguros

Palavras-chave


boas práticas; check-list; condições higiênico-sanitárias; restaurante self-service

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v27i2.1415

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY