Morfologia da artéria cerebelar superior do macaco prego (Cebus apella L., 1766): divisões e anastomoses

Rosimeire Alves da Silva, Jussara Rocha Ferreira

Resumo


Dando continuidade a estudos já existentes na área de mapeamento da vascularização cerebral do Cebus apella e considerando a semelhança desse animal com outros primatas descritos, inclusive os humanos, estudou-se a morfologia das artérias cerebelares superiores, que destinam a irrigar a superfície superior do cerebelo. 57 hemisférios cerebelares foram injetados com látex corado e fixados em solução de formol a 10%, dissecados sob mesoscopia de luz com microdissecações. As artérias cerebelares superiores são simétricas em 84,21% e assimétricas em 7,01%, ramificam-se em 4 ramos: sendo 1 para o mesencéfalo e 3 troncos principais para a superfície superior do cerebelo e regiões anterior dessa superfície. Estas artérias terminam na fissura póstero-superior ou pós-semilunar após emitir vários ramos colaterais de hierarquia decrescente de calibre

Palavras-chave


artérias cerebelares; divisões; anastomoses; macaco prego

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v24i0.2486

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY