Efeito de extratos de plantas utilizadas na medicina popular no crescimento e diferenciação celular de Herpetomonas samuelpessoai (Kinetoplastida, Trypanosomatidae) cultivada em meio definido

Fabiola Barbieri Holetz, Tania Ueda Nakamura, Benedito Prado Dias Filho, Diogenes Aparicio Garcia Cortez, João Carlos Palazzo Mello, Celso Vataru Nakamura

Resumo


Neste trabalho, verificou-se o efeito de 15 plantas medicinais no crescimento e diferenciação celular de Herpetomonas samuelpessoai, um tripanosomatídeo não patogênico utilizado como modelo biológico, que apresenta antígenos semelhantes aos do Trypanosoma cruzi. Extratos brutos (1.000 g/ml) ou óleo essencial (250 µg/ml) foram adicionados ao meio definido. O crescimento celular foi determinado pela contagem em câmara de Newbauer e a diferenciação celular examinada por microscopia ótica. Ocimum gratissimum, Lippia alba, Piper regnellii, Stryphnodendron adstringens, e Tanacetum vulgare mostraram atividade antiprotozoário, Psidium guajava e Punica granatum menor atividade e Achillea millefolium, Eugenia uniflora, Mikania glomerata, Plantago major, e Spilanthes acmella não apresentaram atividade. Por outro lado, Arctium lappa, Erythrina speciosa, e Sambucus canadensis estimularam o crescimento de H. samuelpessoai e L. alba e S. acmella a diferenciação celular deste flagelado. Estes resultados indicam que plantas medicinais possuem princípios ativos contra H. samuelpessoai, o qual parece ser útil como modelo para seleção de plantas que contém drogas tripanomicidas

Palavras-chave


Herpetomonas samuelpessoai; plantas medicinais; tripanosomatídeos

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v24i0.2500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY