AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DOS CIRURGIÕES-DENTISTAS SOBRE CÂNCER BUCAL

Hilkias Rangel De Araújo Sales, Marcelo Biondaro Góis, Paulo da Silva Watanabe, Andréia Vieira Pereira, Maria do Socorro Vieira Pereira, Daliana Queiroga de Castro Gomes, Roberia Lúcia de Queiroz Figueredo, Jozinete Vieira Pereira

Resumo


No Brasil, o câncer bucal apresenta-se como um grande desafio para a saúde pública em virtude da sua elevada taxa de mortalidade. O objetivo deste trabalho foi estimar o conhecimento de cirurgiões - dentistas sobre o câncer bucal. Trata-se de um estudo do tipo transversal, com abordagem indutiva e procedimentos descritivos, desenvolvido com os cirurgiões-dentistas das Unidades Básicas de Saúde e das Clínicas Privadas no município de Patos/PB. A amostra foi composta por 68 profissionais de um universo de 106. Dentre os profissionais entrevistados, 34 eram de instituições públicas e 34 de instituições privadas. Verificou-se que 54,4% destes sempre examinam os tecidos moles da cavidade bucal de seus pacientes e, 94,1% orientam seus pacientes sobre os malefícios do consumo de tabaco e de álcool. Quando perguntados sobre a conduta frente a uma lesão com suspeita de malignidade, 85,3% dos participantes relataram que encaminhavam o paciente imediatamente para um especialista em Estomatologia e 63,2% destes profissionais não se sentem capacitados em realizar biópsia nestes casos. A pesquisa revelou que apesar da maioria dos profissionais não se sentirem aptos à realização de biopsias, os mesmos possuem conhecimento adequado sobre o aspecto clínico de lesões sugestivas de malignidades, bem como sobre os fatores de risco que levam a esta doença. 


Palavras-chave


Câncer bucal; Cavidade oral; Diagnóstico.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, M.L. et al. Avaliação do conhecimento dos cirurgiões-dentistas quanto ao câncer bucal. RFO UPF, v. 17, n. 1, 2012.

BATISTA, A.B. et al. Efeito do Tabagismo na Mucosa Bucal de Indivíduos Jovens : Análise Citomorfométrica. Rev Brasi Cancerol, v. 54, n. 1, p. 5–10, 2008.

BRASIL. Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil. disponível em:http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/estimativa-2016-v11.pdf. acesso em: 07/03/2017.

BRASIL.Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. ABC do câncer. Rio de Janeiro: [s.n.] 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Instituto Nacional de Câncer.- INCA, Falando Sobre Câncer da Boca. – Rio de Janeiro: INCA, 2002 52p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Câncer um Problema de Saúde Pública. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/ABRASCO/rede.pdf. Acesso em 07/03/2002.

DIB, L. L.; SOUZA, R. S. DE; TORTAMANO, N. Avaliação do conhecimento sobre câncer bucal entre alunos de Odontologia, em diferentes unidades da Universidade Paulista. J Health Sci Inst, v. 23, n. 4, 2005.

DOMINGOS, A.S.; PASSALACQUA, M.L.C.; OLIVEIRA, A.L.B.M. Câncer bucal: Um problema de saúde pública. Rev Odontol Univ Cid São Paulo, v. 26, n. 1, p. 46-52, jan./fev., 2014.

FALCÃO, M.M.L. et al. Conhecimento dos cirurgiões-dentistas em relação ao câncer bucal. RGO, v. 58, p. 27–33, 2010.

GIGLIOTTI, M.P. et al. Principais mecanismos de atuação do álcool no desenvolvi- mento do câncer oral. Rev Odontol Clín-Científ, v. 7, n. 2, p. 107–112, 2008.

LIMA, A.A.S. et al. Conhecimento de alunos universitários sobre câncer bucal. Rev Bras Cancerol, v. 51, n. 4, p. 283–288, 2005.

LOMBARDO, E.M. Atrasos nos encaminhamentos de pacientes com câncer bucal : avaliação qualitativa da percepção dos cirurgiões-dentistas. Ciência & Saúde Coletiva, p. 1223–1232, 2014.

MARTINS, A.M.E. DE B. L. et al. Greater access to information on how to prevent oral cancer among elderly using primary health care. Ciencia & Saúde Coletiva, v. 20, n. 7, p. 2239–2253, 2015.

MARTINS, M.A.T. et al. Avaliação do conhecimento sobre o câncer bucal entre universitários. Rev Bras Cir Cabeça Pescoço, v. 37, n. 4, p. 191–197, 2008.

MELO, A.U.C. et al. Informação e comportamento de cirurgiões-dentistas do Programa Saúde da Família de Aracaju a respeito de câncer bucal. Rev Bras Cir Cabeça Pescoço, v. 37, n. 2, p. 114–119, 2009.

MOSELE, J.C. et al. Levantamento epidemiológico dos casos de carcinoma epidermóide da cavidade bucal registrados no serviço de diagnóstico histopatológico do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo/RS. Rev Odonto, v. 16, n. 32, p. 18-24, jul./dez., 2008.

PINHEIRO, S. M.S.; CARDOSO, J.P.; PRADO, F.O. Conhecimentos e Diagnóstico em Câncer Bucal entre Profissionais de Odontologia de Jequié , Bahia. Rev Bras de Cancerol, v. 56, n. 2, p. 195–205, 2010.

SANTOS, G.L. et al. Fumo e álcool como fatores de risco para o câncer bucal. Odontol Clin Cient, v. 9, n. 2, p. 131–133, 2010.

SOUZA, L.R. DE B. et al. Conhecimento acerca do Câncer Bucal e Atitudes frente à sua Etiologia e Prevenção em um Grupo de Horticultores de Teresina ( PI ). Rev Bras Cancerol, v. 58, n. 1, p. 31–39, 2012.

SOUSA, F.B. et al. Oral cancer from a health promotion perspective: experience of a diagnosis network in Ceará. Braz Oral Res. 2014; 28 Spec. pii: S1806-83242014000200006. doi: 10.1590/1807-3107BOR-2014.vol28.0018. Epub, 2014 Jun 20.

VENTURI, B.R.M.; PAMPLONA, A.C.F.; CARDOSO, A.S. Carcinoma de células escamosas da cavidade oral em pacientes jovens e sua crescente incidência: revisão de literatura. Rev Bras de Otorrinolaringol, v. 70, n. 5, p. 679–686, out. 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.4025/arqmudi.v20i3.35397

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1980-959X