A ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA E A ARTE DIGITAL: O ENSINO E A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

nelson antunes de moura, Juciley Benedita da Silva, Josiane Leitner Ribeiro

Resumo


A ilustração científica é a arte de representação que articula saberes das artes plásticas e das ciências. Neste trabalho são apresentadas experiências com formação continuada de professores da alfabetização e do ensino fundamental de diversas áreas do conhecimento. Foram ofertados cursos de ilustração científica nas dependências do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (CEFAPRO) em parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Os cursos ocorreram em oito encontros presenciais para duas turmas, totalizando 20 horas em cada turma. Os cursos de ilustração botânica e ilustração zoológica aplicaram técnicas do grafitismo, pontilhismo e pintura com lápis aquarelável. Após as produções da imagética, as ilustrações foram manuseadas no laboratório de informática para a produção da arte final. Foram ilustrados partes de vegetais como folhas, frutos e sementes na ilustração botânica, enquanto que na ilustração biológica, produções de imagens de peixes dos ambientes locais. Após este momento, os professores ficaram incubidos de selecionar uma das técnicas usadas na formação para a aplicação em sala de aula com seus alunos. A técnica mais utilizada pelos professores foi o decalque de folhas sobre papel sulfite e, em menor percentagem, a pintura com lápis de cor. Os resultados demonstraram que o uso desta ferramenta pedagógica aumentou o interesse na aprendizagem dos alunos dos conteúdos de ciências e proporcionou aos professores o uso de metodologia diferenciada que melhora o processo de ensino e aprendizagem, principalmente quando são usadas ferramentas tecnológicas digitais.


Palavras-chave


Ilustração científica. Arte digital. Formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


CARNEIRO, D. Ilustração Botânica: princípios e métodos. Editora UFPR. Curitiba-PR, 2011.

MOURA, N. A.; DOS SANTOS, E. C; SILVA, J. B. & ALES, J. V. Aplicações da ilustração científica no ensino de ciências e biologia no ensino fundamental e em cursos de graduação do Estado de Mato Grosso. Rev. Mirante, 1ª ed. V. II. 2014.

OLIVEIRA, R. L. de, CONDURU, R.: Nas frestas entre a ciência e a arte: uma série de ilustrações de barbeiros do Instituto Oswaldo Cruz. História, Ciências, Saúde - Manguinhos, vol. 11(2): 335-84, 2004.

RAPATÃO, V. S.; PEIRÓ, D. F. Ilustração científica na biologia: aplicação das técnicas de lápis de cor, nanquim (pontilhismo) e grafite. Revista da Biologia, v. 16, n. 1, p. 7-14. 2016.

SANTOS, R. R. & RIGOLIN, C. C. D. Interação entre ciência e arte na divulgação científica: proposta de uma agenda de pesquisa. Revista do EDICC(Encontro de Divulgação de Ciência e Cultura), v. 1, 2012.

SILVA, P. G. P. & CAVASSAN, O. Avaliação das aulas práticas de botânica em ecossistemas naturais considerando-se os desenhos dos alunos e os aspectos morfológicos e cognitivos envolvidos. Mimesis, Bauru, v. 27, n. 2, p. 33-46, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.4025/arqmudi.v20i3.36675

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1980-959X