Instalação artística como ferramenta interdisciplinar para ensino de desenvolvimento embrionário

Marcelo Alberto Elias, Fernanda Trentini Carneiro

Resumo


O ensino de embriologia humana muitas vezes se da de forma distante da realidade dos estudantes, uma vez que muitos dos eventos são extremamente difíceis de serem vistos no microscópio. Assim as aulas acabam ficando maçantes e pouco atrativas para os mesmos, sendo essas construídas a partir de exemplos do livro , vídeos ou materiais digitais trazidos pelos professores. Dentro dessa perspectiva surgiu a ideia de uma atividade interdisciplinar envolvendo a disciplina de arte e biologia e unindo duas turmas de áreas diferentes, técnico integrado em química e técnico integrado em informática. A atividade então contou com cerca de 90 alunos  no total que juntamente com os professores construíram um tapete gigante  a partir de materiais diversificados onde ficou retratado as fases do desenvolvimento embrionário desde a fecundação até a implantação no útero. Foi possível verificar nessa atividade a importância da interdisciplinaridade construindo laços entre áreas distintas e a promoção da integração entre alunos de áreas tão diferentes como química e informática, a atividade ainda serviu de modelo  e popularização da ciência dentro da instituição uma vez que todos os alunos e servidores tiveram contato com a instalação.


Palavras-chave


Interdisciplinaridade. Embriologia Humana. Instalação.

Texto completo:

PDF

Referências


CATALA M. Embriologia, Desenvolvimento Humano Inicial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2003.

FAZENDA, Ivani C. A. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 4. ed. Campinas: Papirus, 1994.

GRAHAN-A.D. Arte, o guia visual definitivo. [S.l.]: Publifolha. 612 p. Materiais e técnicas p. 28. 2012




DOI: http://dx.doi.org/10.4025/arqmudi.v21i1.36917

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1980-959X