PRINCIPAIS MÉTODOS DE FIXAÇÃO DE PEÇAS PARA ESTUDO ANATÔMICO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Andressa Aparecida dos Santos, Maria Gabriela Vincenzi Silva, Jessica Luana dos Santos, Patrícia Gizeli Brassalli de Melo

Resumo


O principal meio de aprendizado de estruturas humanas em cursos da saúde é a manipulação de cadáveres. A disciplina de anatomia humana é de fundamental importância na formação desses profissionais e sua aprovação é considerada um requisito essencial para sequência do aluno em outras disciplinas. Visto que peças naturais à fresco estão sujeitas à uma rápida decomposição e sua reposição por novas peças é inviável às instituições, o ato de tentar preservá-las requer métodos e substâncias que vêm sendo catalogadas há muito tempo. A literatura mostra como principais técnicas de fixação de tecidos biológicos o uso de formaldeído bem como a glicerina, álcool etílico, fenol e a plastinação. Cada uma das técnicas possui características singulares e apresentam melhor ou pior desempenho na fixação de tecidos. O uso de formaldeído mantém-se como principal método de fixação, visto seu baixo custo. Diante do exposto, o presente trabalho objetiva por meio de uma revisão literária, abordar os principais métodos de fixação das peças anatômicas.Ci


Palavras-chave


Corpo Humano; Fixação de Tecidos; Preservação de Tecidos

Texto completo:

PDF

Referências


BAADSGAARD A, MONGE J, COX S. Human sacrificeand intentional corpse preservation in the Royal Cemetery of Ur. Antiquity. v.85, p. 27–42, 2011.

BEDINO, J.H. Embalming chemistry: glutaraldehyde versus formaldehyde. Champion Expanding Encyclopedia of Mortuary Practices. v. 649, p. 2614–2632, 2003.

BRENNER, E. Human body preservation – old and new techniques. J of Anatom. v. 224, n. 3, p. 316-344, 2014.

CURY, F.S.; CENSONI, G.B.; AMBRÓSIO, C.E. Técnicas anatômicas no ensino da prática de anatomia animal, Vet. Bras. v. 33, n. 5, p. 688 - 696, 2013.

EZUGWORIE,J.; ANIBEZEN C.; OZOEMENA, R. Trends in the development of embalming methods. Int J Altern Med. v. 7, n. 2, p. 1–6, 2008.

GIGEK, T.; et al. Estudo Analítico da Técnica de Glicerinação Empregada para Conservação de Peças Anatômicas de Bovinos. In: SIMPÓSIO DE CIÊNCIAS DA UNESP, 5, 2009, Dracena. Anais do V Simpósio de Ciências da UNESP. Dracena: UNESP, p. 1-3, 2009. Online.

KIMURA A.K.E.; CARVALHO W.L. 2010. Estudo da relação custo x benefício no emprego da técnica de glicerinação em comparação com a utilização da conservação por formol. 2010. 30 f. TCC (Trabalho de Conclusão de Curso de Extensão em Higiene Ocupacional) - Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2010.

KRUG, L. et al. Conservação de peças anatômicas com glicerina loira. In: I Mostra de Iniciação Científica, 1, 2011. Concórdia. Anais da I Mostra de Iniciação Científica do Instituto Federal Catarinense, Concórdia - Santa Catarina, 2011.

OLIVEIRA I.M. et al. Análise de peças anatômicas preservadas com resina de poliéster para estudo em anatomia humana. Rev. Col. Bras. Cir. v. 40, n. 1, p. 76-80, 2013.

PRZYBYSZ, C. H.; SCOLIN, E. Avaliação do formaldeído como fungicida no laboratório de anatomia humana. Rev F@pci. v.5, n. 12, p. 121 – 133, 2009.

RODRIGUES, H. Técnicas Anatômicas. 3.ed. Vitória: Arte Visual, 2005. 229 p.

SHARQUIE K.E., NAJIM R.A. Embalming with honey. Saudi Med J. v. 25, p. 1755–1756, 2004.

SILVA E.M., et al. Estudo analítico da técnica de glicerinação empregada para conservação de peças anatômicas: experiência da disciplina de Anatomia Humana do Departamento de Morfologia da UniFOA. Cadernos UniFOA. Ed. Especial, ano 3, p.66-69, 2008.

VAVRUK J. W. A importância do estudo da anatomia humana para o estudante da área da saúde. Rev. O Anatomista v. 2, n. 3. p. 4-35, Abril-junho 2012




DOI: http://dx.doi.org/10.4025/arqmudi.v21i1.36955

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1980-959X