Zoneamento dos lagos prioritários para conservação e manejo do peixe Pirarucu na reserva extrativista Lago do Cedro, rio Araguaia, Aruanã – GO - doi: 10.4025/bolgeogr.v30i3.14698

Thaís Moreira Alves, Murilo de Lima Arantes, Maximiliano Bayer, Alfredo Borges de Campos

Resumo


A Reserva Extrativista Lago do Cedro está localizada na margem direita do médio rio Araguaia, cinco quilômetros ao norte da cidade de Aruanã, GO. Estima-se que aproximadamente 52% da área de abrangência da Reserva é composta pela planície de inundação do rio Araguaia. Esta, por sua vez, é considerada uma das maiores áreas úmidas do Cerrado brasileiro e apresenta elevado valor ecológico. Tendo em vista o aumento da pressão antrópica sobre estes ambientes, e levando em consideração que a diminuição das espécies bióticas ocorre mediante avanço da ocupação, em 2006 foi criada a Reserva mencionada, que dentre outros fatores, tem como proposta diminuir a pressão sobre estes ambientes para permitir o desenvolvimento econômico regional de forma sustentável. Neste sentido, este artigo tem como objetivo contribuir com as pesquisas em prol da conservação do rio Araguaia, bem como de seu sistema envolvido, no caso direto da planície, com um enfoque relacionado ao estudo do peixe Pirarucu, em ambientes lacustres da Reserva, como proposição de zoneamento destes. Como resultado obteve-se o zoneamento dos lagos localizados na planície de inundação do rio Araguaia divididos em duas vertentes: Zona de Preservação Integral e Zona de Exploração do peixe Pirarucu.

 


Palavras-chave


Zoneamento lacustre; Peixe Pirarucu; Conservação; RESEX

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v30i3.14698



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br