Uso e regulação do solo em ambientes metropolitanos: impacto do IPTU nas finanças dos municípios da região metropolitana de Goiânia - doi: 10.4025/bolgeogr.v31i1.17666

Ana Luísa Santana Aragão, Tadeu Alencar Arrais

Resumo


O artigo aborda a relação entre uso e regulação do solo em ambientes metropolitanos a partir da análise e espacialização dos recursos advindos do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano). O IPTU, além de configurar importante fonte de receitas, apresenta-se como um possível instrumento de regulação do solo urbano. Em ambientes metropolitanos, essas duas dimensões (uso e regulação) adquirem particularidades, em função, especialmente, da integração do mercado fundiário e da valorização diferencial do solo urbano.


Palavras-chave


Região Metropolitana de Goiânia; IPTU; Uso do solo

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v31i1.17666



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br