IMPACTOS DA URBANIZAÇÃO NO ESPELHO D’ÁGUA DOS SISTEMAS LAGUNARES DE ITAIPU E DE PIRATININGA, NITERÓI (RJ), ENTRE 1976 E 2011

Thiago Henriques Fontenelle, Wanderson Barreto Corrêa

Resumo


A Região Oceânica do município de Niterói – Estado do Rio de Janeiro (Brasil) – teve o seu processo de urbanização acelerado a partir dos anos 1970, principalmente por conta da efetiva interligação rodoviária com as demais regiões do município e do Estado, da implantação de equipamentos urbanos e da entrada de um forte mercado imobiliário. Os impactos da urbanização sobre a bacia hidrográfica associada, em especial nos geossistemas costeiros, têm sido notáveis, levando inclusive a sucessivas mobilizações da sociedade civil em prol da preservação dos sistemas lagunares e dos remanescentes de mata atlântica. Neste contexto, este artigo avalia as alterações no espelho d’água das lagos de Itaipu e de Piratininga nos últimos 35 anos (1976-2011), tendo como base fotografias aéreas, imagens de satélite e ferramentas de geoprocessamento. Os resultados indicam uma forte alteração dos perímetros dos corpos d’água, com perda de área na ordem de 18% no período, havendo inclusive a anexação de duas antigas ilhas da Lagoa de Piratininga ao seu perímetro. Em associação com os dados históricos, foi constatada que estas perdas ocorreram a partir de grandes aterros executados principalmente entre 1976 e 1985. 


Palavras-chave


Região Oceânica. Niterói. Itaipu. Piratininga. Espelho d’Água.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v32i2.18745



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br