RISCO VIVIDO E RISCO PERCEBIDO: PERCEPÇÃO DE RISCOS DE POPULAÇÃO EXPOSTA A DESLIZAMENTOS DE DUNAS

Juliana da Silva Ibiapina Cavalcante, Magdi Ahmed Ibrahim Aloufa

Resumo


O meio urbano brasileiro tem se caracterizado pela presença de inúmeras situações de risco. Essas situações são decorrentes, em sua maioria, do mau uso e ocupação do solo, da segregação sócia espacial, dentre outros, e trazem riscos potenciais de danos à saúde e à integridade física de pessoas. Esses riscos são percebidos de maneiras diversas pelos diferentes segmentos da sociedade. Objetivando realizar a análise da percepção de riscos com ênfase nas divergências entre o risco vivido e o risco percebido optou-se como área de estudo o bairro Cidade Nova, em Natal-RN para avaliar a percepção de risco a deslizamentos que ocorrem das dunas. Assim, utilizou-se como metodologia a aplicação de entrevistas qualitativas. Foram realizadas entrevistas, as quais foram analisadas por meio da análise de conteúdo. Assim, foi possível concluir que o risco vivido pelos moradores do bairro não condiz com o risco percebido por estes, pois, apesar das visíveis situações de risco a que a população do bairro Cidade Nova em Natal-RN está exposta, os entrevistados, em sua maioria não reconheceram a existência do mesmo.


Palavras-chave


Deslizamentos. Riscos. Vulnerabilidade. Percepção.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v33i1.23042



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br