GEOTURISMO NA REGIÃO DO PARQUE ESTADUAL DO VALE DO CODÓ, PARANÁ, BRASIL: POTENCIALIDADES E LIMITAÇÕES

Isonel Sandino Meneguzzo

Resumo


Este artigo tem como objetivo realizar um levantamento das potencialidades e limitações da região do Parque Estadual do Vale do Codó, situado em Jaguariaíva, Paraná em relação ao desenvolvimento do geoturismo. Os procedimentos metodológicos envolveram pesquisa bibliográfica e documental, análise de carta topográfica e trabalhos de campo. No parque, bem como em seu entorno, existe um conjunto destacado de feições geológico-geomorfológicas, com significativo potencial para o desenvolvimento do geoturismo. A região apresenta as seguintes limitações: inexistência de infraestruturas para visitação pública, trilhas alocadas em locais inadequados, falta de recursos humanos devidamente qualificados para a condução e/ou monitoramento da região, ausência de fiscalização ambiental e de informações básicas na via de acesso ao parque.


Palavras-chave


Geoturismo. Parque Estadual. Vale do Codó.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v33i1.23236



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br