PLANEJAMENTO URBANO EM TERESINA (PI): ABORDAGENS DA ÁREA CENTRAL NOS PLANOS

Silvana de Sousa Silva, Antonio Façanha

Resumo


A análise da dinâmica do espaço urbano permite a identificação dos aspectos, elementares para a averiguação do significado dos processos orientados para ações em recortes como a área central. Nessa perspectiva, o planejamento urbano recebe destaque, demandando abordagens em escala nacional, mas também investigações locais, como subsídio para o entendimento de similitudes e diferenciações. Diante das características assumidas pelo planejamento e a trajetória deste na cidade de Teresina (PI), objetivou-se com o presente artigo, caracterizar as abordagens da (re)produção espacial da área central de Teresina, a partir da verificação do papel assumido nos Planos elaborados para a cidade. Para tanto, os procedimentos metodológicos foram compostos pela revisão de referencial teórico, utilizando autores como Lacerda et al. (2005); Souza (2006); Villaça (1999); Souza e Rodrigues (2004); Chaves (1998), bem como pela análise do processo de constituição dos Planos. Conclui-se, portanto, que as discussões sobre a área central de Teresina assumiram relevo em todos os Planos analisados, especialmente associadas a concentração de atividades e fluxos, demonstrado o papel que esse recorte guarda, no contexto da produção do espaço urbano da cidade.


Palavras-chave


Planejamento. Planos. Área central. Teresina (PI).

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v35i1.24953



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br