ABORDAGEM PERCEPTIVA APLICADA À ANÁLISE DOS RISCOS DE INUNDAÇÃO NO MUNICÍPIO DE IPANGUAÇU/RN – BRASIL

Manoel Cirício Pereira Neto, Maria Carolina de Santana Peixoto, João Paulo Rodrigues de Araújo

Resumo


O presente estudo tem como objetivo analisar a percepção de riscos de inundação na cidade de Ipanguaçu/RN – Brasil, enfocando especificamente a identificação das áreas mais afetadas da cidade e a percepção da população do local. Essa escolha deve-se pelo fato de ser o referido município um dos mais atingidos por inundações no estado do Rio Grande do Norte. A percepção dos riscos teve como base conceitual os trabalhos de White (1977), assim como de Souza e Zanella (2009), entre outros, cujos fundamentos de percepção dos riscos, avaliação, limiar de intolerância e ajustamentos foram considerados. A urbanização desordenada em área de alta instabilidade ambiental, em associação a vulnerabilidade social resulta em um quadro propício à ocorrência dos riscos de inundação. A abordagem perceptiva se mostrou relevante na análise da problemática ao subsidiar a identificação das áreas potencialmente inundadas e as causas relacionadas, assim como a resposta da população diante dessa realidade. Os resultados alcançados relacionados à percepção dos moradores das áreas de risco podem, portanto, contribuir nas tomadas de decisão e devem ser consideradas no planejamento.


Palavras-chave


Riscos. Vulnerabilidade. Percepção. Inundação. Semiárido. Ipanguaçu.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v35i1.27313



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br