DIAGNÓSTICO DA DESERTIFICAÇÃO NA REGIÃO NORTE DE MINAS GERAIS POR MEIO DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO

Marcus Vinícius Araújo Marques, Adriana Aparecida Moreira, César Vinícius Mendes Nery

Resumo


O processo de desertificação é conhecido em todo mundo pelo seu poder de transformar terras produtivas em terras não produtivas. Vários locais são afetados por esse processo, que vem avançando de forma gradativa, principalmente pelas ações antrópicas e pelas variáveis climáticas. Este trabalho teve como objetivo o estudo da desertificação na região norte do estado de Minas Gerias, obtendo um diagnóstico da situação atual utilizando o geoprocessamento. Foram utilizados dados dos atributos ambientais (declividade, erosividade, cobertura do solo, classes de solos e índice de aridez). Com o cruzamento destes atributos foram gerados mapas temáticos de susceptibilidade ambiental à erosão, susceptibilidade climática à desertificação e susceptibilidade ambiental à desertificação que possibilitou uma análise do processo na região. Pode-se concluir que a maior parte da área, cerca de 60%, encontra-se em média susceptibilidade ambiental à desertificação, numa região que compreende as localidades das estações meteorológicas de Espinosa, Monte Azul e Mocambinho.


Palavras-chave


Susceptibilidade à Desertificação. Susceptibilidade à Erosão. Degradação Ambiental.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v35i2.27361



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br