Imagem para capa

A ação traz a esperança: se ela não volta, vá buscá-la. Análise do filme "Que horas ela volta?" e do clipe Boa Esperança

Murilo Leal Pereira Neto, Silvia Beatriz Adoue

Resumo


Este artigo analisa comparativamente duas produções artísticas recentes que tratam do tema do trabalho doméstico no Brasil: o filme “Que horas ela volta?” e o clipe “Boa esperança”, com Emicida. O texto interpreta o papel e os significados da tomada de consciência e da ação transformadora em uma e outra obra e avalia a importância das mesmas para a compreensão das manifestações de luta de classes no Brasil contemporâneo.

 

 


Palavras-chave


trabalho doméstico; cinema; rap (rhyme and poetry)

Texto completo:

PDF