Imagem para capa

O diálogo entre a geografia e a arte: aproximações possíveis a partir de um categorial geográfico

Danilo Henrique Martins

Resumo


A partir da década de 70 novos aportes teórico-metodológicos da geografia cultural possibilitaram a investigação de aspectos mais subjetivos da espacialidade humana. Nesse contexto, a arte é entendida como elemento constituinte de um mundo simbólico, sendo que a música, enquanto arte, pode ser pensada através das sensações, percepções e experiências do homem com os categoriais geográficos. Assim, o lugar pode ser compreendido por meio da música. Este trabalho tem por objetivo geral pontuar as possibilidades de análise entre a arte e a geografia e os objetivos específicos identificar a arte como forma simbólica, além de apresentar a música como instrumento de compreensão do lugar enquanto categorial geográfico.

Palavras-chave


Universo Simbólico; Música; Lugar.

Texto completo:

PDF