Imagem para capa

Em busca do objeto perdido: ensaio sobre literatura e psicanálise

Geovane Melo Junior

Resumo


Este artigo pretende discutir alguns trechos do primeiro volume da obra literária de Marcel Proust Em busca do tempo perdido: No caminho de Swann, relacionando-os à psicanálise. Lembremos que tanto Proust como Freud deram uma atenção especial ao adormecer, ao devaneio, e, de certa forma, inauguraram um novo modo de escrita. Quiçá possamos dizer que, enquanto Proust buscava uma gramática da existência, Freud trabalhava em uma gramática do inconsciente. Como fundamentação teórica deste artigo, utilizaremos principalmente o escritor e psicanalista Phillipe Willemart.


Palavras-chave


Proust; Freud; memória involuntária; inconsciente

Texto completo:

PDF