Imagem para capa

O filho de Odin: a construção de si na autobiografia do líder neonazista David Lane

Adriana Dias

Resumo


A proposta do presente artigo é pensar a trajetória de David Lane, associando etnografia e a experiência do método biográfico, por meio do trabalho de campo e também me valendo da “etnografia em ambiente hipermediado” (DICKS E MASON, 1998), para problematizar, nas diversas narrativas acerca dele (inclusive as autobiográficas), sua liderança no movimento neonazista

The purpose of this article is to think the path of David Lane, combining ethnography and experience of the biographical method, through field work and also through the "ethnography hypermedia environment" (DICKS AND MASON, 1998), to problematize, in the several stories about him (including the autobiographical), his leadership in the neo-Nazi movement.


Palavras-chave


etnografia, trajetórias, neonazismo

Texto completo:

PDF