Uma pequena igreja, um grande almofariz cultural: iconografia céltica religiosa em Kilpeck, Inglaterra, século XII

Elisabete Leal, Amanda Basilio Santos

Resumo


Este artigo discorre sobre alguns aspectos iconográficos presentes nas mísulas da igreja de St. Mary e St. David de Kilpeck, Herefordshire, Inglaterra, construída no século XII. Destacamos a presença de elementos que denunciam um forte hibridismo cultural entre o cristianismo e antigos símbolos religiosos, considerados, no mesmo contexto da construção, como símbolos pagãos e profanos. Desta forma, pretendemos salientar a complexidade dos processos culturais durante a Idade Média, e os fenômenos de circularidade cultural que atuam fortemente neste período e que podemos analisar através da cultura visual. Levaremos em consideração a localização da igreja em uma região de fronteira, para uma compreensão mais profunda dos elementos encontrados.

Palavras-chave


Iconografia; Medievo; Circularidade Cultural; Fronteira

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/rbhranpuh.v8i23.29531

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais