Efeitos de um treinamento resistido com tubos elásticos sobre a força muscular, qualidade de vida e dispneia de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

Bruna Spolador de Alencar Silva, Luis Alberto Gobbo, Ana Paula Coelho Figueira Freire, Iara Buriola Trevisan, Isis Grigoletto Silva, Ercy Mara Cipulo Ramos

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos do treinamento resistido com tubos elásticos e aparelhos de musculação sobre qualidade de vida e dispneia em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Os participantes foram alocados em dois grupos: treinamento com tubos elásticos (GTE, n=9) e convencional (GRC, n=10). Força isométrica foi mensurada em cinco exercícios, e qualidade de vida (CRQ) e nível de dispneia (MRC) foram avaliados por questionários. As variáveis força isométrica e MRC variaram significantemente nos dois grupos, enquanto o domínio dispneia de CRQ apresentou diferença entre os momentos (p<0,05) apenas para GRC. Flexão de ombro e de cotovelo apresentaram correlação negativa e significante com a variável MRC (p<0,05) para GRC. As duas intervenções foram benéficas para o aumento da força e da redução da pontuação em MRC, com aumento da força de membros superiores correlacionado à redução da sensação de dispneia nos pacientes com DPOC.

Palavras-chave


Exercício; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Qualidade de Vida

Texto completo:

PDF (English) PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 0103-3948 (impresso) e ISSN 2448-2455 (on-line) e-mail: revdef@uem.br